Chuvas Ácidas: Porquê?

Your ads will be inserted here by

Easy Plugin for AdSense.

Please go to the plugin admin page to
Paste your ad code OR
Suppress this ad slot.

Muita gente pensa que a chuva ácida é uma daquelas questões ambientais cujos perigos a comunicação social exagera: poderá afetar umas quantas árvores, mas na realidade não afecta as pessoas, não é assim? A verdade é que ainda muito está por saber acerca da chuva ácida, mas uma coisa é certa: trata-se de uma séria ameaça ao ambiente, e há provas de que pode fazer perigar directamente a saúde humana.

E o problema não é invisível: da próxima vez que visitar um dos parques naturais europeus para gozar das vistas, poderá encontrar um panorama algo deteriorado, com árvores a morrerem e uma névoa de partículas ácidas no ar.

Uma ameaça insidiosa à Natureza

A chuva ácida — termo que abrange qualquer forma de precipitação, inclusive a neve e o nevoeiro, que contenha certa quantidade de ácidos sulfúrico ou nítrico — causa a devastação no ambiente. Despoja o solo de nutrientes vi-tais que sustentam o crescimento da vegetação e contamina milhares de rios e lagos. Isto provoca a destruição das florestas e dizima muitas espécies aquáticas. Poderá a chuva ácida arruinar o seu jardim? Não é provável: a maioria das plantas cultivadas tolera alterações de acidez se forem fertilizadas com os nutrientes básicos.

O que provoca a chuva ácida?

Tudo começa com a poluição do ar originada por processos industriais, como os da produção de parte do papel, a fundição e as instalações de gás natural, além da queima dos combustíveis sólidos pelas centrais eléctricas, fábricas e pelos automóveis. São libertados para a atmosfera anidrido sulfuroso e dióxido de azoto, que reagem com a luz solar, com a água e com o oxigénio, formando ácidos e sais. Quando a chuva «normal» atravessa a atmosfera, mistura-se com estes poluentes, tornando-se chuva ácida.

A chuva ácida é responsável por cerca de metade dos «depósitos ácidos» que a superfície da Terra recebe. O resto são depósitos ácidos secos compostos por gases e partículas sólidas. Como ambos estes tipos de poluição atmosférica ácida são facilmente transportados pelos ventos a longas distâncias, podem causar prejuízos ambientais muito longe do lugar original.

Estudos referem que as partículas ácidas que formam os depósitos ácidos secos podem exacerbar certas afecções respiratórias, como a asma e a bronquite.
Não é provável que a chuva ácida polua a água potável das cidades por se infiltrar no solo e corroer as tubagens. Contudo, a qualidade da água dos poços em certas zonas rurais europeias tem sido negativamente afectada pelos depósitos da chuva ácida. Pode justificar-se pedir a um laboratório uma análise da água do seu poço.

As estruturas de aço galvanizado, cobre, mármore, calcário, arenito e granito podem ser gradualmente corroídas por chuvas ácidas. Vêem-se estragos no exterior de edificios, estátuas e pontes — mesmo em monumentos como o Pártenon, na Grécia, e o Taj Mahal, na Índia.

Mais informação sobre esse tipo de chuva, você pode ver na Revista Escola.

O Que é o Aquecimento Global?

Your ads will be inserted here by

Easy Plugin for AdSense.

Please go to the plugin admin page to
Paste your ad code OR
Suppress this ad slot.

As alterações climáticas ao nível do Globo estão ligadas ao aumento dos níveis dos gases de estufa, assim chamados porque formam um escudo em redor da Terra, capturando o calor do Sol como uma estufa. A maioria destes gases ocorre naturalmente: a evaporação produz vapor de água, as zonas húmidas e os processos respiratórios rios dos animais libertam dióxido de carbono.

Mas desde a Revolução Industrial o homem tem vindo a acumular o nível dos gases de estufa, acrescentando-os à atmosfera ao queimar combustíveis fósseis à base de carbono, como o petróleo, o gás natural e o carvão, e ao libertar, consequentemente, dióxido de carbono, metano e óxido nítrico para a troposfera; e também de-vido à desflorestação, que reduz a capacidade da Natureza para absorver os gases de estufa.

Se o aquecimento global prosseguir, a Terra pode aquecer mais 1 a 3°C ao longo do próximo século. Tal alteração pode afetar:

  • O clima. Acontecimentos climáticos extremos, como vagas de calor e grandes chuvas, podem intensificar-se e ocorrer com mais frequência.
  • A terra e as águas. A fusão das calotes de gelo pode fazer subir o nível dos mares, inundando os litorais baixos; a infiltração das águas do mar pode contaminar os recursos de água potável. O calor e a seca podem alargar os desertos.
  • Os recursos alimentares. As alterações da pluviosidade e das temperaturas podem afetar a produtividade agrícola.
  • A saúde. Os níveis elevados de humidade aumentam o risco de doenças, como a malária e a cólera.
  • A qualidade do ar. Aumentos de temperatura e estações quentes mais prolongadas podem originar maior poluição.
  • Os habitats naturais. As alterações nos ecos-sistemas, como as florestas e os recifes de coral, podem acelerar a extinção da vida selvagem.

Mais info.

Como reduzir os gases de estufa?

  • Compre veículos com motores de baixo consumo e eficientes. Um terço das emissões de dióxido de carbono deriva dos veículos a motor.
  • Ande de bicicleta, a pé, de transportes públicos e combine com os amigos usarem o carro à vez.
  • Plante árvores, que absorvem o dióxido de carbono.
  • Utilize lâmpadas eficientes de baixo consumo.
  • Melhore o isolamento térmico das casas, a fim de reduzir o consumo de energia.
  • Ajuste o termóstato para temperaturas mais baixas; o consumo de energia será muito menor se a temperatura ajustada diferir apenas alguns graus da temperatura ambiente.
  • Quando substituir frigoríficos e aquecedores, escolha os modelos mais eficientes quanto ao consumo de energia.
  • Procure formas de utilizar a energia solar.

O que é um Aerossol – Descubra o Significado

Your ads will be inserted here by

Easy Plugin for AdSense.

Please go to the plugin admin page to
Paste your ad code OR
Suppress this ad slot.

Os aerossóis, palavra usada pela maioria das pessoas para designar o que de facto são nebulizadores de aerossol, têm, em termos simplistas, um problema de imagem. O clamor que enfrentam é o seguinte: são nocivos ao ambiente; os CFCs que contêm destroem a camada de ozono, e devemos evitá-los a todo o custo. É verdade? Era no passado; não hoje em dia.

Redução da produção de CFCs

Durante anos, os nebulizadores usaram cloro-fluorocarbonetos, ou CFCs, como propulsores: mantendo-se no estado líquido no depósito pressurizado, os CFCs vaporizam-se instantaneamente ao saírem pelo fino orificio, deixando os produtos não-voláteis neles dissolvidos formarem a fina névoa a que se chama aerossol. Na década de 70, descobriu-se que os CFCs prejudicavam a camada de ozono, e em 1978 os EUA proibiram a sua utilização em produtos comer-ciais; o Canadá, a Noruega e a Suécia depressa lhes seguiram o exemplo.

Em 1996, a produção de CFCs quase tinha acabado. Hoje em dia, utilizam-se quase exclusivamente em certas máquinas (como frigoríficos e aparelhos de ar condicionado, cujo conteúdo de CFCs deve ser reciclado) e em medicamentos (inaladores) onde o seu uso é considerado aceitável.

Os nebulizadores atuais são seguros?

Mesmo a nova geração de produtos para formação de aerossóis pode apresentar perigos para a saúde. Muitos deles contêm compostos orgânicos voláteis (COVs), grupo de propulsores e solventes que, além de altamente inflamáveis, aumentam a poluição da baixa atmosfera. Os COVs mais comuns são misturas de butano e propano. Usam-se não só em nebulizadores de aerossol, mas também em muitos produtos de secagem rápida, incluindo perfumes e geles para o cabelo.

Os riscos da inalação dos aerossóis

O maior perigo da utilização de um nebulizador de aerossol é a inalação do produto químico. As minúsculas partículas do aerossol podem penetrar profundamente nos pulmões e são facilmente absorvidas pela corrente sanguínea, podendo causar inúmeros problemas de saúde.

Alguns adolescentes inalam vapores de latas de aerossol em busca de uma droga barata e fácil de obter. A prática priva de oxigénio os pulmões e o cérebro, podendo causar lesões cerebrais ou a morte. Os familiares e amigos devem estar atentos aos sinais do abuso de aerossóis : alterações nos padrões de apetite ou sono, uma erupção ou bolhas em redor da boca, variações de humor e hálito a químicos.

Substitutos mais seguros

Ao comprar produtos de limpeza domésticos, sprays para o cabelo e repelentes de insectos, prefira nebulizadores de bomba aos aerossóis. Embora aqueles possam conter COVs, não contêm propulsores, e as gotículas que emitem são maiores, portanto menos susceptíveis de inalação. Para evitar os COVs, use sprays com propulsores de dióxido de carbono ou ar comprimido e evite os produtos de secagem rápida. Finalmente, se tiver mesmo de usar um spray em aerossol, leia e respeite as instruções.

Época Alta do Pólen

No mundo vegetal, o pólen pode fazer parte do milagre da reprodução, mas é um espinho para quem lhe for alérgico. O nariz a pingar e obstruído, os espirros, a comichão nos olhos e o lacrimejo são sintomas da rinite alérgica, mais conhecida por febre-dos-fenos. No entanto, os alérgenos polínicos mais frequentes não pertencem ao feno.

Época alta da polinização

As alergias respiratórias dividem-se em sazonais e não-sazonais, ou perenes. A estação do pólen vai de Fevereiro a Setembro, com um pico entre meados de Abril e meados de Junho. A quantidade e a natureza do pólen na atmosfera dependem da pluviosidade e temperatura — a contagem de pólen tende a ser elevada nos dias quentes e secos e baixa nos dias chuvosos e frescos. Isto em Portugal. Para o Brasil é ver aqui.

Medicamentos para a febre-dos-fenos

A maioria dos médicos recomenda o uso de anti-histamínicos, se necessário associados a descongestionantes nasais por via oral. Os primeiros podem provocar sonolência (nos mais modernos esse efeito está atenuado) e os segundos, como a pseudo-efedrina, podem causar insónia, nervosismo e alterações da tensão arterial. Se estiver a tomar anti histamínicos, lembre-se de que são mais eficazes na prevenção do que na cura das crises alérgicas.

Produtos como as lágrimas artificiais dão alívio à comichão nos olhos e ao lacrimejo por lavarem os depósitos de pólen. Alternativas como sprays nasais contendo corticosteróides têm uma acção tópica sobre a mucosa nasal e devem ser usados diariamente durante a época de maior concentração de pólen. A imunoterapia, que se aplica nos casos mais graves e geral-mente nos jovens, consiste em injectar pequeníssimas doses de alérgeno para que o organismo vá perdendo a sensibilidade ao mesmo; as séries de injecções durante um período nunca inferior a cinco anos tornam este tratamento pouco atractivo, até porque os resultados são muitas vezes decepcionantes.

Atitudes inteligentes

A melhor maneira de tratar uma alergia ao pólen é … evitá-la:

  • Nos dias de maior concentração de pólen, fique em casa e feche as janelas.
  • Pense em comprar um purificador de ar com filtros apropriados.
  • No automóvel, mantenha as janelas fechadas e utilize os sistemas de arejamento sem exage-rar o frio.
  • Evite sair de manhã cedo (a quantidade de pólen está no seu máximo), mas, se tiver de o fazer, não se envergonhe de usar uma máscara ou tapar o nariz com um lenço.
  • Mantenha a relva do jardim bem cortada.
  • Se usa lentes de contacto, mude para óculos na época de maior polinização.

Exploração Sustentada de Recursos Geológicos

A evolução tecnológica e social humana resultou, em grande parte, da progressiva capacidade de utilização das matérias-primas naturais. Por recurso geológico entende-se todo o tipo de materiais, ou formas de energia associadas, que integram a geosfera, de natureza gasosa (ex.: gás natural), líquida (ex.: petróleo) ou sólida (ex.: carvão), com importância para a actividade humana.

Todos os recursos com localização bem definida, passíveis de exploração numa perspectiva economicamente rentável e em relação aos quais estão estimados valores de abundância relativa, designam-se por reservas. A dimensão das reservas em determinados locais nem sempre justi­fica a sua exploração, pelo que se devem considerar as reservas como recursos potencialmente utilizáveis se as circunstâncias de mercado o justificarem.

A exploração crescente dos recursos geológicos, resultante do crescimento demográfico e da industrialização, bem como de técnicas de exploração cada vez mais eficientes, poderá conduzir a um rápido esgotamento das reservas disponíveis de muitos recursos geológicos. Tal como qual­quer recurso natural, os recursos geológicos consideram-se recursos não renováveis (ex.: carvão e petróleo), se a sua exploração for feita a um ritmo superior ao da capacidade de regeneração da Terra. Por outro lado, consideram-se recursos renováveis aqueles que podem ser gerados a um ritmo semelhante ou até superior ao do seu consumo (ex.: energia eólica, geotérmica e solar).

Tipos de recursos

O desenvolvimento tecnológico verificado nos últimos dois séculos levou a uma procura intensiva de combustíveis fósseis — o carvão (produção de energia eléctrica em centrais termo­eléctricas, indústria do aço), o petróleo (transportes, produção de energia eléctrica) e o gás natural (transportes, produção de energia eléctrica). Atendendo ao carácter não renovável des­tes recursos energéticos, produzidos por acção biológica há milhões de anos, o seu consumo continuado, em larga escala, limita cada vez mais o seu horizonte de utilização. As perspectivas de esgotamento, associadas ao aumento do preço destes combustíveis, têm levado à exploração de outras formas de energia.

No domínio dos, recursos geológicos, a energia nuclear e a energia geotérmica são as grandes alternativas energéticas que se colocam relativamente aos combustíveis fósseis. A energia nuclear resulta na produção de enormes quantidades de calor a partir do uso controlado da radioactivi­dade do urânio em centrais nucleares. A energia geotérmica consiste na utilização do calor da Terra, sobretudo em locais onde o fluxo térmico ou o gradiente geotérmico apresenta valores ele­vados. Tanto num caso como noutro, o calor é utilizado para o aquecimento de água que, após vaporização, movimenta turbinas, onde se produz energia eléctrica.

Riscos associados ao uso de recursos energéticos

Os combustíveis fósseis, graças às grandes quantidades de CO2 libertado no seu processo de combustão, contribuem para o aumento do efeito de estufa e, consequentemente, para o aquecimento global da atmosfera. Este fenómeno poderá ter consequências gravíssimas para a biosfera, como: o aumento do nível da água do mar e consequente inundação das zonas litorais ou altera­ções das grandes zonas climáticas com problemas ao nível da produção agrícola e disseminação de doenças. Para além disso, assume certa gravidade o problema das chuvas ácidas, resultantes da reacção dos óxidos de enxofre libertados na queima do carvão mineral com a água da atmosfera. Sendo mais localizado que o anterior, este fenómeno causa a acidificação de lagos e solos a destruição das árvores, bem como a corrosão de edifícios e outros equipamentos.

Relativamente à energia nuclear, os problemas são de outra ordem e prendem-se, sobretudo com a natureza radioactiva do combustível nuclear usado nas centrais. Essa radioactividade e potencialmente perigosa para todos os seres vivos, pelo que os eventuais acidentes que aí pos­sam ocorrer, bem como os resíduos produzidos por aquelas unidades, representam riscos ambientais consideráveis.

De entre as formas de energia apresentadas, a energia geotérmica é a que acarreta menores ris­cos ambientais. No entanto, está também associada a alguns problemas, como a libertação de gases sulfurosos para a atmosfera, a contaminação da água nas proximidades das unidades de exploração, devido à natureza mineralizada dos fluidos geotérmicos residuais que são libertados, ou a ocorrência de aluimentos resultantes da utilização de grandes quantidades de fluidos.

Proteção Ambiental e Desenvolvimento Sustentável

O  modelo de desenvolvimento, assente no pressuposto do crescimento contínuo da economia, não é viável a prazo. A inversão desta tendência para o desequilíbrio passa pela implementação de um novo modelo de desenvolvimento baseado na ideia de sustentabilidade, assente no equilíbrio entre fatores económicos, sociais e ambientais.

De acordo com esta perspectiva de desenvolvimento sustentável, os recursos ambientais só devem ser utilizados na justa medida da sua capacidade de regeneração. Este modelo contrasta com o regime dominante de exploração livre dos recursos naturais, onde ocorre quase sistemati­camente uma sobreexploração para além do óptimo sustentável. Este fenómeno é particular­mente grave em relação aos recursos não renováveis, ou seja, aqueles cuja taxa de renovação é muito inferior à taxa da sua utilização (como sejam os combustíveis fósseis), ou em relação aos recursos em princípio renováveis, mas cuja capaèidade de renovação é seriamente afectada pela sobreexploração. É o caso das águas subterrâneas, das florestas, dos stocks de pescado, entre outros. Menos ameaçados estarão os recursos naturais com grande velocidade de renovação, por isso designados recursos naturais renováveis. Como exemplo deste tipo de recursos pode citar-se a energia obtida a partir da transformação da energia solar, da energia do vento em centrais eólicas, da energia das marés, da energia geotérmica ou ainda da energia potencial hidráulica acumulada nas barragens e cuja disponibilidade está intimamente relacionada com o ciclo da água.

Não havendo preocupações de proteção ambiental, verificar-se-á um desenvolvimento não sustentável com a consequente degradação dos recursos naturais e a sua indisponibilização para o futuro. A proteção ambiental, assente no conceito de desenvolvimento sustentável, pressupõe uma acção conjunta aos mais diversos níveis, que vão desde a acção legislativa dos governos dos diferentes estados e mesmo à definição e adopção de normas internacionais, até à acção individual de cada cidadão, no sentido de um menor consumo de recursos, menor polui­ção, melhor qualidade ambiental e melhor qualidade de vida. Essas medidas poderão incluir:

  • maior pressão sobre os meios de produção, quer através da introdução de taxas, de acordo com o princípio do poluidor-pagador, quer através da obrigatoriedade de tratamento de efluentes;
  • criação de incentivos fiscais ou compensações de vários tipos para a implementação de tecnologias “limpas” e utilização de energias renováveis;
  • maior pressão sobre os utilizadores e consumidores através da introdução de taxas e impostos de acordo com o princípio do utilizador-pagador;
  • criação de reservas ecológicas com vista à protecção da biodiversidade;
  • implementação de práticas correctas em termos ambientais, como a redução do consumo, a reutilização e a reciclagem dos materiais.

Pernas Biónicas para Soldados Americanos

Os soldados americanos que tenham sofrido feridos que levaram à amputação de uma perna ou ambas em combate no Iraque ou Afeganistão irão receber gratuitamente os implantes que lhes permitirá assegurar uma qualidade de vida bem melhor do que se ficassem presos a uma cadeira de rodas.

O Chanceler George Osborne afirma que os soldados são heróis que dão tudo pelo país e assim também merecem receber do país uma retribuição em caso de ferimentos graves, de maneira a proporcionar aos soldados uma melhor qualidade de vida.  Deste modo fez com que fosse disponibilizado dinheiro da Reserva de Fundos Governamentais para esta medida.

Pernas biónicas aumentam a qualidade de vida do utilizador

Apesar de estas próteses não serem de todo novas, a verdade é que existe agora uma tecnologia baseada em micro processadores que dão uma capacidade de movimentos bastante semelhantes aos movimentos naturais das pernas.

Os avanços tecnológicos nesta área revelam se muito importantes para  toda a comunidade que precisa destes implantes pois atualmente não só no Brasil mas em todo o mundo, esta é uma tecnologia pouco acessível e um pouco rara.

Será que os avanços na área da biónica irão chegar também ao Brasil? Se sim, quanto tempo levará a levar esta tecnologia ás pessoas que precisam?

O Que Fazer nas Horas de Tédio na Internet

Hoje deparei me com esse problema, aborrecido e sem nada para fazer fui fazer uma pesquisa para descobrir o que as pessoas fazem na internet. Depois de muito pesquisar encontrei algumas dicas de passatempos de modo a que não se deixe aborrecer em frente ao computador:

A primeira escolha de todo o mundo é sem dúvida jogar, jogue algum jogo de seu interesse e se o seu computador não rodar muitos jogos pode sempre jogar jogos flash no browser em sites como friv e assim, existem muitos, por isso a procura não é difícil.

Se está entediado com os jogos online pode sempre ler um blog, ler ou até comentar em blogs pode ser um bom passatempo, e se encontrarmos um de nosso agrado nem dará com a passagem do tempo.

RotinaSe quiser algo mais interactivo opte então por fazer trabalhos com papel. Deste modo poderá passar grandes horas de seu tempo criando algo novo.

Se preferir interagir com pessoas pode sempre criar um facebook ou orkut, ou então procurar mesmo salas de batepapo, são todas boas opções mas cuidado pois nunca sabe quem realmente está falando do outro lado. Nesta área tem o famoso chatroullete.

Se nenhuma das opções lhe agradam então decida ir dar um passeio, chamar os amigos para sair. Caso o estado do tempo não o permita, bem pode sempre ler um livro. Existem inúmeras  coisas para fazer na internet quando se está aborrecido!

Fotos de Vestidos de Noiva com Saia de Organza

A maior parte de todas as mulheres tem o sonho de casar, e quando temos a certeza de que encontrámos o Homem da nossa vida esse momento torna-se ainda mais especial.O casamento é uma grande prova de amor, é mostrar a todo o mundo o quanto o casal está apaixonado, é algo único e emocionante.

Vestido de noiva 2Quando se fala em casamento a primeira imagem que passa na cabeça de uma mulher é o vestido de noiva. O vestido de noiva tem de ser perfeito, confortável, único, elegante, tem de ser da maneira que a noiva mais gosta.

Embora haja mulheres que prefiram os modelos mais tradicionais do vestido de noiva, há quem goste mais do modelo de vestido de noiva com saia de organza, sendo este o mais cobiçado pela mulher.

A tendência para este ano é investir nos modelos mais padrão, como os vestidos de noiva das princesas dos contos de fada que são longos, cheios e de caldas extensas. O modelo que as noivas gostam nos vestidos de noiva é aquele com corpete mais estruturado, tomara-que-caia e uma saia romântica leve, pois nunca está fora de moda e dá para usar em qualquer hora do dia.

Vestido de noivaOs vestidos de noiva com saia de organza são ideiais para mulheres magras e altas, pois lhe dão volume e silhueta, fazendo com que o vestido dê mais curvas à mulher. Assim neste vestido é aconselhável peças com saias rodadas, bordados e babados de organza. Pode adicionar detalhes ao seu look como uma flor de organza, sempre lhe dá mais um toque de romantismo e delicado.

Quando você for comprar o seu vestido de noiva tenha o cuidado de: se o vestido tiver a saia volumosa opte por uma parte de cima lisa e mais justa ao corpo para equilibrar o vestido.  

 

Direitos na Troca de Compras

Já aconteceu a toda a gente receber uma prenda e não gostar, ou até comprar aquela camisa que parecia muito bonita na loja mas que depois de vestir perdeu sua graça. Por isso mesmo é importante saber que tem direito a poder trocar o seu produto.  O comum é poder efectuar trocas até aos 90 dias, isto no que toca a a telemóveis  eletrodomésticos e a generalidade dos aparelhos. No entanto a grande maioria das lojas irá pedir lhe o certificado de compra, por isso é sempre importante  guardar todos os documentos que comprovem a compra do aparelho.

Tudo o que esteja na garantia pode ser trocadoOutra condição para a troca é o defeito, se o aparelho apresentar algum defeito então a loja é obrigada a aceitar o produto de volta, a não ser claro que o produto tenha sido comprado com grande desconto devido ao defeito, e nesse caso deverá estar especificado na loja que o produto tem defeito.

Se quiser pode sempre ler o livro dos direitos do consumidor. Este é um livro que todos podem consultar por isso não há motivos para que não esteja a par dos seus direitos.

A maioria das lojas de compra online permite também que troque os produtos com defeito, no entanto tem de ter muito cuidado e saber se a loja é de confiança ou não pois existem muitas burlas onde o comprador acaba por gastar dinheiro e não compra nada.